Offboarding: o processo de demissão humanizada

Offboarding: demissão humanizada

Você já ouviu falar em offboarding? No ambiente corporativo essa tem sido uma estratégia de demissão humanizada capaz de facilitar todo o processo de rescisão de um colaborador, sendo uma etapa com menos conflitos e mais empatia.

Quando o RH da empresa investe na demissão da mesma forma que na admissão, o resultado é uma organização com a imagem muito mais fortalecida e atrativa, tanto no mercado quanto internamente entre seus colaboradores.

Ademais, em um momento tão delicado quanto à saída de um profissional, é preciso ter um equilíbrio entre os processos burocráticos e os sentimentos que envolvem toda essa situação. Nesse caso, a equipe de trabalho e os líderes também precisam de cuidados, pois a mudança é inevitável.

Neste conteúdo, abordaremos com mais detalhes o que é offboarding, sua importância e como o RH pode aplicar esse processo de demissão humanizada na organização para obter resultados bastante positivos. Confira!

 

O que é offboarding?

O offboarding está relacionado ao processo de demissão humanizada conduzido pelo RH, para que a saída do profissional seja feita de forma justa, empática, respeitosa e clara, apoiando o indivíduo em sua transição de carreira e recolocação no mercado.

Com esses princípios, o andamento do desligamento se torna menos tenso e muito mais amigável, principalmente na percepção do colaborador desligado, que enxerga como um cuidado que a empresa está tendo e um benefício que irá ajudar no novo momento de vida.

Essa é uma tática cada vez mais utilizada pelas organizações, pois ainda são muitos os casos de indivíduos demitidos que se sentem desamparados e sem chão após um desligamento. Apesar de não fazer mais sentido a relação de trabalho entre empresa e empregado dali para frente, é uma forma da empresa de reconhecer tudo o que a pessoa fez até o momento e tentar apoiá-la em seu próximo passo profissional.

Inclusive, quando existe uma saída humanizada, a probabilidade de o profissional sair falando bem da empresa e de eventualmente ser readmitido aumenta consideravelmente (dependendo do motivo da demissão).

Por isso, “deixar as portas abertas” é importante tanto para as empresas quanto para o profissional.

 

Qual a importância do offboarding?

A cultura organizacional deve ser estruturada e mantida desde a entrada do profissional até o momento da sua saída Portanto, a mesma empatia e zelo que ocorre no processo de admissão devem ser mantidos no processo de desligamento, o offboarding, que é a saída da pessoa da empresa.

Por isso, é fundamental que o RH tenha cuidado em padronizar, com checklist das fases, facilitando todo o trâmite e evitando ruídos na comunicação e gargalos entre as etapas. A jornada do colaborador nesse processo de desligamento humanizado também deve ser bem conduzida e evitar ou reduzir ao máximo os possíveis atritos e dúvidas quanto ao processo de desligamento.

Lembrando que uma demissão humanizada deve ser realizada de forma natural, com profissionais treinados e desenvolvidos para esse processo, pois só assim será possível fazer com que o profissional se sinta acolhido, mesmo em uma situação tão complexa e delicada.

Além disso, um offboarding com uma demissão humanizada é capaz de permitir que o clima organizacional não seja afetado pela saída do colaborador, pois a comunicação transparente e eficaz é essencial também nessa etapa.

Portanto, realizar um desligamento humanizado através de um offboarding pensado para o colaborador, além de ser melhor para o indivíduo, também é fundamental para o fortalecimento da marca empregadora.

 

Como fazer uma demissão humanizada?

O offboarding deve ser uma das atribuições dentro dos subsistemas de RH e ter um roteiro para o processo, com as etapas fundamentais para seu sucesso. Agora, vamos conhecer alguns pontos essenciais para um desligamento humanizado bem-sucedido:

 

Padronize as etapas

A padronização é fundamental para que nenhum passo seja negligenciado e todo o processo de desligamento aconteça de forma ágil e eficiente.

Assim como nas etapas de admissão, na demissão existe o momento burocrático, no qual são dadas todas as orientações necessárias, assinaturas e envio de documentos.

Por isso, é importante ter uma lista de tudo o que precisa ser feito. Assim, as informações não ficam desencontradas e todo o setor estará ciente de como está o andamento do processo, o que evita erros e retrabalho. O indivíduo também terá um bom entendimento do que está acontecendo e dos passos que estão por vir.

 

Preze pela comunicação transparente

Achar que é desnecessário conversar com o profissional de forma clara e respeitosa sobre os motivos de sua saída é um grande erro que algumas empresas ainda cometem, assim como deixar que os demais colaboradores tirem suas próprias conclusões sobre a demissão, gerando fofocas de corredor e um clima interno instável.

O RH e os gestores devem comunicar de forma objetiva e transparente sobre o processo de offboarding e prestar a assistência necessária ao funcionário desligado, esclarecendo quaisquer dúvidas e dando suporte do início ao fim do ciclo.

Lembrando que este não é um momento de feedback, mas de comunicado de desligamento, que deve ser claro e objetivo. Todos os feedbacks deveriam ter sido feitos pelo gestor ao profissional antes de chegar a este momento.

Inclusive, pode-se afirmar que, considerando um desligamento humanizado e a existência de feedbacks constantes, a demissão não deveria ser uma surpresa para nenhuma parte.

 

Envolva os gestores 

O offboarding é um momento que precisa de atenção especial de todos os envolvidos.

Os gestores devem conhecer profundamente todas as fases, para que nada saia do planejamento e que nenhuma atitude comprometa o objetivo do processo.

Mais uma vez, é importante ressaltar a comunicação eficiente e o desenvolvimento da empatia, que é o nosso próximo tópico.

 

Pratique a empatia

Não importa qual seja o motivo, o desligamento sempre causa uma instabilidade emocional no colaborador que está saindo. Por esse motivo, o profissional de RH e gestor responsáveis pelas etapas devem ter inteligência emocional para lidar com as mais diversas reações que podem acontecer e se colocar no lugar do outro ajuda muito.

Praticar uma escuta ativa e saber a hora certa de explicar os procedimentos, motivos e esclarecer eventuais dúvidas é fundamental, lembrando que tudo deve acontecer de forma clara, respeitosa, amigável e justa.

 

Realize a entrevista de desligamento

Em outro momento, quando o colaborador estiver mais consciente de tudo o que está acontecendo, deve ser feita a entrevista de desligamento.

Ouvir as percepções de alguém que não tem mais vínculo com a empresa abre um horizonte de possíveis melhorias que o RH pode fazer futuramente.

Portanto, tenha um questionário com perguntas estratégicas que possam agregar e deixe um espaço para o desabafo.

Afinal, nem sempre o processo de demissão humanizada está sendo realizado da melhor forma possível e ouvir quem passou pelo processo pode trazer melhorias importantes e necessárias para aprimorar o offboarding.

 

Recolha os materiais

Essa é a etapa do processo de offboarding, onde o profissional precisa devolver todos os materiais que recebeu da empresa para executar sua função (computador, celular corporativo, crachá, uniforme etc.).

Além disso, o colaborador precisa retirar seus pertences pessoais da estação de trabalho e é importante que ele tenha um tempo para isso.

 

Respeite a despedida

A demissão humanizada deve prezar também por essa etapa, que talvez seja a mais difícil para algumas pessoas: a despedida.

O RH precisa abrir espaço para que o profissional se despeça dos seus colegas de trabalho, afinal, uma história foi construída e isso independe do tempo de permanência.

 

A Sim Carreira no offboarding

A Sim Carreira é uma empresa de consultoria que trabalha de forma humanizada, tanto nas etapas de recrutamento e seleção de talentos, quanto com outplacement para apoiar os profissionais em um processo de transição de carreira e recolocação profissional.

Atuamos junto às empresas no processo de demissão humanizada, apoiando o profissional desligado a se reinserir no mercado de trabalho, oferecendo todo o suporte para seu crescimento na carreira. Caso queira apoiar os seus colaboradores aprimorando o offboarding de sua empresa, fortalecer a marca empregadora e o employer branding e, ao mesmo tempo, apoiar o profissional desligado a se recolocar no mercado de trabalho, entre em contato com o nosso time de especialistas.

Siga-nos nas redes sociais (Facebook, LinkedIn, Instagram e YouTube) e conheça mais sobre a nossa missão e mantenha-se atualizado com conteúdos imperdíveis sobre carreira e mercado de trabalho.

 

Precisa de ajuda?