Contratação de mão de obra temporária

Contratação de mão de obra temporária

Investir na contratação de mão de obra temporária pode ser a solução para muitas empresas atenderem demandas pontuais.

Porém, se o processo de recrutamento & seleção e contratação não for feito corretamente, as empresas que realizaram esse a contratação de mão de obra temporária pode enfrentar problemas operacionais e até jurídicos.

Para te ajudar a evitar esses problemas, nesse artigo você vai entender quais as vantagens e desvantagens dessa modalidade de trabalho e ainda vai conferir dicas para contratação de mão de obra temporária.

Continue a leitura!

 

Por que contratar mão de obra temporária?

Contratar mão de obra temporária pode ajudar empresas que precisam de funcionários por um período limitado de tempo ou que desejam mais flexibilidade na gestão de sua equipe.

Afinal, esse tipo de contratação de mão de obra temporária pode ser utilizada para atender picos sazonais de demandas, por exemplo, como aqueles que ocorrem na época de Black-Friday, Natal e no Dia das Mães, datas importantes para o comércio.

Além disso, a mão de obra temporária também pode ser utilizado para substituir funcionários que estão de férias ou de licença, bem como para trabalhar em projetos pontuais ou de curto período.

Quais as vantagens de contratar mão de obra temporária?

A contratação de mão de obra temporária pode ser fundamental para que a empresa consiga atender às suas demandas, reduzir custos e gerenciar suas equipes.

Isso é possível porque esse tipo de contratação proporciona diversos benefícios às empresas que sabem utilizá-la, tais como:

      • Aumenta a flexibilidade nas datas de contratação, permitindo que as empresas ajustem sua força de trabalho às demandas do mercado;
      • Reduz os gastos com recrutamento e seleção, bem como com o pagamento de encargos trabalhistas;
      • Ajuda as empresas a garantir a continuidade de suas operações mesmo quando os funcionários estão de férias ou de licença;
      • Agiliza e facilita os processos de seleção e admissão de novos funcionários, bem como a rescisão de contrato;
      • Permite que a empresa encontre talentos e teste esses profissionais, que podem ser contratados de forma permanente.

E as desvantagens?

As desvantagens da contratação de mão de obra temporária estão relacionadas aos desafios que essa modalidade apresenta.

A depender do setor e da demanda, pode ser que as empresas precisem investir em treinamento e capacitação desses profissionais, que podem não ter as habilidades necessárias para o cargo.

Além disso, é fundamental garantir que a mão de obra temporária  tenham as mesmas condições de trabalho e direitos trabalhistas que os demais funcionários, o que pode exigir mudanças e adaptações na infraestrutura da empresa, por exemplo.

Vale lembrar que caso a empresa cometa algum erro no processo de contratação, pode prejudicar as operações e a gestão do negócio. Nos casos extremos, pode ser necessário gastar com novas contratações para atender as demandas dos clientes.

Por isso, é importante avaliar cuidadosamente as vantagens e desvantagens desse modelo de contratação de mão de obra temporária e se certificar de evitar os erros que podem ocorrer nesse processo.

 

Quais são os principais erros na hora de contratar mão de obra temporária?

Apesar das vantagens proporcionadas pela contratação de mão de obra temporária, as empresas podem enfrentar problemas se cometerem os erros abaixo:

    • Não planejar o processo de recrutamento e seleção ou contratação;
    • Não definir o perfil profissional que o cargo exige;
    • Não fazer algum teste prático com o candidato para conferir se ele realmente sabe utilizar um software ou fazer alguma atividade necessária para o cargo;
    • Não envolver o gestor do setor no qual o novo funcionário vai trabalhar no processo seletivo;
    • Escolher um candidato em função da sua pretensão salarial baixa, uma vez que isso pode indicar sua falta de preparo para o cargo;
    • Não buscar informações sobre as motivações pessoais e profissionais do candidato;
    • Ignorar as orientações da legislação trabalhista sobre a contratação de mão de obra temporária.
    • Não alinhar expectativas sobre modelo de contratação e prazo do trabalho.

 

6 dicas para contratação de mão de obra temporária

Agora que você já sabe quais as vantagens, desvantagens e erros que podem estar associados a esse tipo de contratação, está na hora de aprender como tornar esse processo mais eficiente e assertivo.

contratação de mão de obra temporária

Por isso, confira abaixo 6 dicas para contratação de mão de obra temporária com qualidade e evitar problemas.

    1. Entenda o que a empresa precisa;
    2. Planeje o processo seletivo;
    3. Confira as referências;
    4. Invista em treinamento;
    5. Entenda o que diz a lei;
    6. Contrate uma empresa especializada com boa reputação no mercado.

A seguir, entraremos em maiores detalhes sobre as dicas para contratação de mão de obra temporária.

1- Entenda o que a empresa precisa

Identifique qual o perfil profissional que a empresa precisa para que suas necessidades sejam atendidas.

Nessa etapa, é importante conversar com o gestor do setor que precisa de mão de obra temporária para definir melhor as habilidades e qualificações necessárias para o cargo.

2- Planeje o processo seletivo

Os períodos sazonais de aumento de demanda estão geralmente relacionados a datas comemorativas ou bem conhecidas do comércio, como final de ano.

Como essas datas não mudam, a empresa pode se planejar e até antecipar o processo de seleção dos funcionários temporários.

Assim, ela aumenta suas chances de encontrar funcionários talentosos, contratar de forma assertiva, e de oferecer um treinamento para os novos colaboradores.

3- Confira as referências

Verificar as referências dos candidatos é fundamental para garantir a contratação de profissionais competentes e confiáveis.

Por isso, é importante conferir a validade dos certificados e até entrar em contato com empresas anteriores que já trabalharam com o candidato.

4- Invista em treinamento

Os funcionários temporários também precisam ser orientados para executar suas atividades de acordo com as expectativas e metodologias adotadas pela empresa.

Por isso, mesmo que ele seja extremamente qualificado, precisa receber um processo de onboarding adequado e um treinamento para entender quais as políticas da organização e quais as tarefas que ele deve realizar. Assim, eles serão integrados ao ambiente de trabalho com mais agilidade.

5- Entenda e siga o que diz a lei

A contratação de mão de obra temporária é regulamentada pela Lei nº 6.019/1974, que estabelece as condições para que a empresa firme um contrato de trabalho temporário.

Alguns dos principais pontos dessa lei são:

      • A remuneração do funcionário temporário deve ser a mesma dos outros colaboradores que desempenham a mesma função na empresa;
      • Prazo do contrato deve ser de 180 dias, período que pode estendido por mais 90 dias;
      • O funcionário temporário deve ter as mesmas garantias que os funcionários permanentes;
      • O profissional temporário deve ter carteira assinada e tem direito aos mesmos benefícios trabalhistas que os funcionários fixos, como abono salarial, fundo de garantia, décimo-terceiro salário, férias proporcionais, entre outros;
      • A jornada de trabalho deve seguir as regras da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que estabelece no máximo 8 horas diárias e 44 horas semanais, sendo que o trabalhador pode fazer até 2 horas-extras remuneradas;
      • O contrato de trabalho temporário deve ser realizado por intermédio de uma empresa especializada e registrada no Ministério da Economia.

6- Contrate uma empresa especializada com boa reputação no mercado

Conforme explicado, a lei exige que a contratação de profissionais temporários seja feita com auxílio de uma empresa de recrutamento especializada nessa área.

Para evitar problemas, é fundamental pesquisar a reputação dessa empresa, buscar informações sobre seus serviços nas redes sociais e sites, bem como conversar com outros clientes.

E não se esqueça de conferir seu registro no Ministério da Economia. Assim, você evita problemas e ainda facilita o processo de recrutamento e contratação dos funcionários temporários.

 

Conclusão

Seguindo nossas dicas para contratação de trabalho temporário, sua empresa garante sua adequação jurídica e ainda facilita sua gestão e funcionamento.

Afinal, independentemente do motivo que a fez optar por profissionais temporários, essas orientações te ajudam a encontrar as pessoas certas para atender suas demandas e firmar um bom contrato de trabalho.

Quer ajuda nesse processo de contratação?Entre em contato com a equipe da Sim Carreira e obtenha a ajuda que você precisa para encontrar mão de obra temporária!

contratação de mão de obra temporária

CEO de Empresa de Recrutamento e Seleção e Headhunter Especializado

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Política de Cookies
Utilizamos cookies em nosso site para oferecer a você a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas e ajudando a economizar dados. Ao clicar em “Aceitar Cookies”, você concorda com o uso de cookies. Mais informações podem ser encontradas na Política de Privacidade do Site.