EnglishPortugueseSpanish
EnglishPortugueseSpanish

Soft skills e hard skills: como utilizá-las

Demonstrar as soft skills e hard skills procuradas pelo recrutador durante um processo seletivo é um desafio que requer inteligência emocional e autoconhecimento por parte do candidato. No texto a seguir, vamos apresentar o que são soft skills e hard skills e como utilizá-las de forma eficiente no ambiente corporativo para uma carreira de sucesso e cheia de propósito.
Soft skills e hard skills

Demonstrar as soft skills e hard skills procuradas pelo recrutador durante um processo seletivo é um desafio que requer inteligência emocional e autoconhecimento por parte do candidato.

No texto a seguir, vamos apresentar o que são soft skills e hard skills e como utilizá-las de forma eficiente no ambiente corporativo para uma carreira de sucesso e cheia de propósito. Confira!

Conceito de soft skills e hard skills

Em uma tradução livre, soft skills e hard skills significam, respectivamente, “habilidades leves” e “habilidades duras”. Aplicando os conceitos ao ambiente corporativo, podemos considerá-las como competências comportamentais (ou de personalidade) e habilidades técnicas.

Tipicamente, no início da carreira, como, por exemplo, em um programa de estágio ou um programa de trainee, as empresas tendem a priorizar as soft skills no processo de recrutamento e seleção de novos funcionários. Isso acontece, pois o conhecimento técnico aprofundado será desenvolvido pelo profissional através do próprio emprego, então, as suas atitudes geralmente ganham uma maior relevância neste momento inicial.

À medida que esse profissional passa da fase inicial de carreira, os processos seletivos tendem a dar mais relevância às hard skills, que serão necessárias para que o candidato já seja capaz de desempenhar o escopo técnico de sua função com expertise.

Apesar dessa ligeira distinção entre soft skills e hard skills de acordo com o momento de carreira do individuo no processo de recrutamento e seleção, um profissional que deseja ter sucesso profissional precisa adquirir conhecimento, saber conciliar e potencializar as suas soft skills e hard skills em conjunto.

O que são soft skills?

As soft skills, “habilidades leves” ou “suaves”, dizem respeito aos relacionamentos interpessoais, atitudes, personalidade e capacidade de socialização do indivíduo.

Por muitos anos, essas competências foram ignoradas, pois a grande necessidade das empresas era um corpo funcional que desenvolvesse suas atividades de forma mecanizada e ágil, para que o lucro viesse com mais rapidez.

Na época da primeira revolução industrial, as pessoas não tinham tempo – ou mesmo poderiam – conversar em linha de produção. Com isso, se elas tinham, ou não, soft skills, pouco importava para os empregadores. Porém, as gerações foram mudando e as revoluções seguintes trouxeram para o nosso presente uma evolução tecnológica em que tarefas rotineiras foram automatizadas.

O trabalho que antes era realizado em silos passou a ser substituído por times multidisciplinares, ou squads, capazes de integrar conhecimento e desenvolver projetos relevantes em conjunto. Dessa forma, as soft skills se tornaram primordiais para projetos bem sucedidos no ambiente corporativo, assim como para o crescimento da empresa e do indivíduo dentro das organizações.

Quais são exemplos de soft skills?

Para melhor entendimento, separamos algumas soft skills importantes no ambiente corporativo. Vejam-nas a seguir:

Comunicação

A habilidade de se comunicar vai além de falar, mas importa em como, com quem e em que momento se expressar de forma adequada e eficaz, tendo a certeza de que foi compreendido para que nada fique nas entrelinhas.

Ruído na comunicação é um dos principais motivos de conflito entre as pessoas, estejam elas envolvidas, ou não, no ambiente de trabalho. Portanto, é importante ser um bom ouvinte, praticar a empatia, além de se atentar em si quando estiver falando, assim como na reação das pessoas a sua volta.

Lembre-se que, caso a comunicação efetiva ainda não seja o seu ponto forte, vale a pena investir em cursos que possam aprimorar esse talento, fortalecendo tanto a sua linguagem verbal e linguagem não verbal. Assim, você se sentirá mais confiante para se expressar e passar sua mensagem.  

Criatividade

A criatividade vai além da equipe de marketing de uma empresa. A habilidade em criar alternativas para solucionar os problemas: pensamento analítico, atitudes proativas e entusiasmo são fundamentais para transformar equipes comuns em times de alta performance. Inclusive, a capacidade de intraeempreender e inovar, enxergando soluções simples em problemas complexos, são competências bastante relevantes.

Caso este seja um ponto a desenvolver, converse com a liderança, peça feedbacks e estimule seu cérebro. Criatividade, assim como todas as outras competências, podem ser estimuladas e desenvolvidas.

Liderança

Mesmo que o seu objetivo não seja se tornar gestor de equipe, é importante compreender que essa soft skill é um conjunto de muitas outras competências comportamentais: organização, comunicação, gerenciamento do tempo, ética, criatividade, entre outras. Inclusive, um líder não é necessariamente alguém responsável por uma equipe direta, mas um indivíduo que exerce uma influência positiva, trazendo à luz o melhor de todos ao seu redor.

Portanto, aprimorar a liderança significa ser protagonista da própria carreira, tornando-se líder de si mesmo para alavancar ao sucesso o time ao seu entorno.

Autogestão

Realizar suas responsabilidades na empresa sem que alguém precise ficar o tempo todo cobrando o resultado, não é prepotência, mas autogestão.

Pessoas com esse perfil são proativas e desenvolvem suas tarefas com eficiência e, muitas vezes, superando os resultados esperados, pois estão se desafiando a todo o instante. Além disso, são focadas em seus objetivos e sabem como fazer e com quem contar para conseguir construir o caminho a seguir.

É importante ressaltar que autogestão não é autossuficiência. Nos tempos modernos, ninguém consegue fazer tudo sozinho e o profissional que faz sua autogestão também deve saber quando e como recorrer a outros para cumprir seus objetivos.

O que são hard skills?

Hard skills são as habilidades técnicas adquiridas por meio da formação acadêmica, experiência na função, ou trajetória profissional que também podem ser aprimoradas através de cursos, especializações, treinamento e desenvolvimento, dentro ou fora das organizações.

Enquanto as soft skills nem sempre podem ser descritas no currículo, mas são avaliadas pelas atitudes demonstradas por meio de entrevistas, por exemplo, as hard skills são as que mais se destacam em currículos por se tratarem da formação adquirida e tarefas exercidas nas funções.

Alguns exemplos de habilidades técnicas são:

  • conhecimento em uma língua estrangeira;

  • especificidade da graduação;

  • cursos técnicos e especializações;

  • mestrado e doutorado;

  • habilidades com tecnologia, sistemas e informática;

  • conhecimento em operação de máquinas e equipamentos.

Quais são exemplos de hard skills?

Assim como dentre as soft skills existem habilidades que se destacam como aquelas primordiais para o crescimento profissional, o seu desenvolvimento também dependerá do aprimoramento de suas hard skills, em especial aquelas destacadas abaixo:

Formação educacional

Quem já ouviu a frase “educação é o melhor investimento”, sabe que esse é o caminho mais adequado para o crescimento profissional. Manter-se atualizado e em constante aprendizado é essencial para entrar e permanecer competitivo no mercado de trabalho. Busque sempre aprimorar o seu conhecimento técnico e, caso não consiga investir financeiramente em sua capacitação, que tal pesquisar cursos gratuitos e agregar conteúdo em sua carreira?

Habilidade com a tecnologia

A indústria 4.0 já faz parte do dia a dia das pessoas e cada vez mais inovações estão surgindo em todas as áreas. Portanto, procure informações sobre o que há de novo em sua área de atuação e se atualize. Aprenda sobre o uso de novas ferramentas e sistemas relevantes para o seu escopo de trabalho.

Inclusive, tente aplicar o conhecimento teórico adquirido como uma melhoria em sua empresa. Converse com seu gestor e tente colocá-la em prática, pois esta poderá ser uma oportunidade de causar um impacto positivo nos resultados e reforçar a sua reputação profissional no ambiente intraempresarial.

Conhecimento de gestão

Gerir vai muito além de exercer um cargo de liderança. Gestão do tempo, de pessoas, de projetos e planejamento estratégico são competências que podem ser aprendidas, ensinadas e sempre aprimoradas. Existem ferramentas e metodologias que podem ser aprendidas e aplicadas em seu dia a dia.

Importância de soft skills e hard skills

Nesse conteúdo percebemos que soft skills e hard skills são competências que se estão interligadas e se complementam, sendo de grande importância para o crescimento de qualquer carreira profissional.

Nossos artigos são feitos para os profissionais que desejam adquirir conhecimento, manter-se atualizados e crescer profissionalmente. Se você é um desses, siga-nos nas redes sociais (Facebook, Instagram, LinkedIn e Youtube) e não perca nenhum conteúdo!

Precisa de ajuda?