Adicional por Tempo de Serviço (ATS): o que preciso saber?

Adicional por Tempo de Serviço (ATS)

Um dos principais desafios enfrentados pelas empresas é reter talentos e diminuir a rotatividade de funcionários. Para superar esses desafios, as organizações podem utilizar várias estratégias. Uma delas é oferecer um adicional por tempo de serviço (ATS) aos funcionários.

A concessão desse benefício não é obrigatória por lei para empresas privadas. Porém, pagar essa gratificação aos colaboradores é uma estratégia eficaz para reconhecer seu trabalho, melhorar a gestão de talentos, entre outros benefícios.

Neste artigo, explicaremos como esse benefício funciona, o que diz a lei e como adotá-lo na empresa.

 

O que é adicional por tempo de serviço?

O adicional por tempo de serviço (ATS) é um benefício concedido aos trabalhadores que permanecem por um determinado período na mesma empresa. Em outras palavras, o adicional por tempo de serviço é uma remuneração extra que o colaborador recebe ao completar determinado período na mesma organização.

 

Como funciona o adicional por tempo de serviço?

O adicional por tempo de serviço é uma forma de reconhecer e recompensar a dedicação e a fidelidade dos funcionários à empresa ao longo do tempo. A concessão desse benefício ocorre quando o colaborador completa um determinado tempo de serviço na empresa.

Dependendo das políticas da organização, ele pode ser pago todo ano (anuênio), a cada dois anos (biênio), três anos (triênio), cinco anos (quinquênio) ou outro período estabelecido pela empresa ou convenção coletiva.

Por isso, o pagamento do ATS exige que a empresa mantenha um registro preciso do tempo de serviço dos funcionários e monitore esses dados.

Além desse registro, a organização precisa criar uma política específica para esse benefício. Isso é fundamental para padronizar processos e definir regras claras sobre o adicional.

Dessa forma, o funcionamento dessa política pode ser divulgado para todos os funcionários, promovendo uma comunicação eficaz sobre como o benefício funciona e quem tem direito a ele.

 

O que a lei diz sobre o adicional de tempo de serviço?

Apenas os servidores públicos têm o pagamento do ATS assegurado por lei. Até o momento, não existe nenhuma legislação que obrigue empresas privadas a concederem esses benefícios aos seus funcionários.

No entanto, alguns sindicatos ou categorias profissionais podem negociar em convenções coletivas a inclusão desse benefício nos contratos de trabalho. Nesse caso, as empresas são obrigadas a pagar o adicional por tempo de serviço.

Mesmo que não sejam obrigadas por lei ou por acordos coletivos de trabalho, as organizações podem incluir o pagamento desse benefício na sua política de cargos e salários.

Caso inclua o adicional nas suas políticas internas, o pagamento do benefício passa a adquirir natureza salarial. Esse é o entendimento da Súmula 203 do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Na prática, isso significa que o benefício não pode ser retirado pela empresa após ser adicionado ao salário, já que isso configura redução salarial.

Por isso, se a empresa decidir retirar o adicional por tempo de serviço da sua política interna, apenas os novos funcionários não receberão o benefício. Os trabalhadores contratados antes dessa decisão devem continuar recebendo o adicional.

 

Quais as vantagens de adotar o ATS na empresa?

Embora não seja obrigatório por lei, as empresas privadas podem utilizar a gratificação por tempo de serviço como uma estratégia para promover a retenção de talentos, aumentar a motivação e o engajamento dos funcionários.

Isso porque, ao receber um aumento salarial de acordo com o período previsto na política interna da organização, o funcionário se sente mais valorizado. Afinal, esse benefício demonstra que a empresa reconhece a dedicação, lealdade e tempo de serviço do colaborador.

Esse reconhecimento financeiro melhora a satisfação do funcionário e reduz a rotatividade de trabalhadores, já que eles se sentem incentivados a permanecer no emprego.

Além dessas vantagens, pagar o adicional por tempo de serviço aos funcionários pode melhorar a reputação da empresa como empregadora, demonstrando um compromisso com o bem-estar e o reconhecimento de seus funcionários. E isso é essencial para melhorar a captação de talentos do negócio.

Vale lembrar que embora conceder o adicional por tempo de serviço represente um custo adicional para a empresa, os impactos dessa medida a longo prazo podem ser vantajosos. Isso porque é mais econômico adotar essa estratégia de retenção de talentos do que contratar e treinar novos funcionários para substituir os que saíram.

 

Como calcular o adicional por tempo de serviço?

Geralmente, o valor do adicional corresponde a 1% do salário do funcionário para cada ano de casa.

Porém, essa porcentagem pode variar de acordo com a política interna da empresa ou com a convenção coletiva que prevê esse benefício. Em alguns casos, o quinquênio pode representar um adicional de 3% e não de 5%, por exemplo.

Para entender como fazer esse cálculo na prática, considere o seguinte exemplo.

 

Exemplo de cálculo do adicional por tempo de serviço

Maria é uma analista financeira e recebe um salário base de R$ 6.100,00 por mês.

Essa empresa prevê em sua política interna a concessão de uma gratificação por tempo de serviço equivalente a 5% do salário a cada quinquênio (cinco anos).

Por isso, quando Maria completa esse tempo de serviço, ela tem direito a esse adicional. No seu cálculo, o cálculo do adicional do tempo de serviço será realizado da seguinte forma:

5% do salário base = 6.100 x 5% = R$ 305,00

Portanto, Maria deve receber R$ 305,00 a mais no seu salário como pagamento pelo ATS.

Sendo assim, nesse exemplo, a partir do momento que ela ganha o direito ao benefício, seu salário mensal sobe de R$ 6.100,00 para R$ 6.405,00 mensais.

 

Como adotar uma política de ATS na empresa?

As empresas que decidem adotar uma política de ATS precisam fazer alguns ajustes para viabilizar a concessão desse benefício.

Confira abaixo um passo a passo simples que pode ajudar a implementar uma política de adicional de tempo de serviço de forma eficiente no negócio:

    • Analise a viabilidade financeira e operacional desse benefício para a empresa;
    • Defina critérios claros para determinar quem tem direito a receber o ATS, como o tempo mínimo de serviço necessário, por exemplo;
    • Defina como o adicional será calculado, incluindo porcentagem e período de tempo (se será por anuênio, biênio ou triênio, por exemplo);
    • Inclua todas essas informações de forma clara e transparente no plano de cargos e salários e na política interna da empresa;
    • Faça os ajustes operacionais necessários para conceder esse benefício, como estabelecer procedimentos de cálculos, monitoramento de tempo de serviço e pagamento do ATS;
    • Compartilhe essas políticas com os funcionários, garantindo a transparência dessas informações.

Caso precise de ajuda para definir essa política, busque o apoio de consultores externos e pessoas especializadas na área de Recursos Humanos (RH).

Esses profissionais têm experiência em trabalhar com esse tipo de política e estruturação de cargos e salários na empresa. Por isso, podem fornecer insights valiosos para auxiliar a empresa a implementar o benefício de adicional por tempo de serviço com sucesso.

Precisa de ajuda com soluções de Recursos Humanos na sua empresa? Entre em contato com a equipe da Sim Carreira e converse com um de nossos consultores.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Política de Cookies
Utilizamos cookies em nosso site para oferecer a você a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas e ajudando a economizar dados. Ao clicar em “Aceitar Cookies”, você concorda com o uso de cookies. Mais informações podem ser encontradas na Política de Privacidade do Site.