Experiência profissional no currículo: o que escrever

Experiência profissional no currículo

A experiência profissional no currículo pode ser decisiva para conseguir uma nova colocação no mercado de trabalho. Afinal, o recrutador ou empregador muitas vezes precisa analisar centenas de currículos antes de contratar um profissional.

Para agilizar e facilitar esse trabalho, eles se concentram em buscar e analisar as informações mais relevantes no currículo.

E a forma mais fácil de fazer isso é avaliar as experiências profissionais do candidato, já que elas refletem as suas habilidades, aptidões e potencial para o cargo.

O problema é que muitos candidatos não sabem como escrever as experiências profissionais de forma estratégica.

Acredite: Não basta listar as empresas nas quais você trabalhou ou contar o que você sabe fazer. Mais do que isso, é fundamental saber se “vender” enquanto profissional e mostrar para a empresa que você é a pessoa certa para a vaga.

Neste artigo, explicaremos como escrever a experiência profissional no currículo de forma estratégica para chamar a atenção do recrutador e aumentar suas chances de ser selecionado para a entrevista.

 

Como escrever as experiências profissionais no currículo?

O primeiro passo para escrever as experiências profissionais de forma estratégica é entender que essas informações não devem ser inseridas apenas na seção de experiência rofissional no currículo.

Na verdade, as experiências já começam a ser apresentadas no resumo do documento. Essas informações devem mostrar para o avaliador que você tem o perfil procurado pela empresa, é compatível com a cultura organizacional e parece ser a pessoa certa para avaliar na entrevista.

São muitas informações, certo? Por isso, preparamos um passo a passo para te ajudar a organizar e apresentar a sua experiência profissional de forma otimizada e efetiva.

 

Como fazer um resumo da minha experiência profissional?

Assim como o nome indica, o resumo é a parte do currículo em que o candidato faz uma descrição breve sobre suas experiências e habilidades. Esse texto deve ser curto e objetivo, então o candidato precisa ser criativo e estratégico para despertar a atenção do recrutador.

Para isso, você deve aproveitar essa parte para fazer uma breve introdução ao seu perfil profissional.

Isso significa que você deve escrever quem é você como profissional, destacar seus anos de experiência, quais segmentos do mercado de trabalho já atuou, quais são suas competências, entre outras informações.

A ideia é que esse texto ajude o recrutador a entender seu perfil profissional, como você pode agregar valor à empresa e se você pode ser o candidato certo para a vaga.

 

O que escrever na experiência profissional do currículo?

1- Liste as suas experiências

O próximo passo é listar suas experiências profissionais mais importantes na seção de “Experiência” ou “Experiência Profissional”. Para isso, basta adicionar o cargo, o nome da empresa e o período trabalhado (mês/ano).

Em um currículo cronológico, que é o tipo de currículo mais usado no mercado, essas informações devem ser organizadas como uma linha do tempo. Isso significa que você deve iniciar adicionando seu cargo mais novo e, abaixo dele, escrever os cargos mais antigas.

Você também precisa escrever quais eram suas funções, ou seja, que você fazia em cada um desses trabalhos. Mas isso deve ser feito de forma estratégica, conforme explicado no próximo passo.

2- Destaque os resultados alcançados

Após listar suas experiências profissionais, está na hora de escrever os resultados alcançados em cada uma delas.

Para isso, você deve lembrar de suas principais habilidades, talentos e competências profissionais. Em seguida, pensar nas situações práticas em que essas habilidades foram utilizadas e os resultados obtidos nessas ocasiões.

A ideia é apresentar situações que permitam ao recrutador imaginar como seria trabalhar com você, que tipo de desafio você já enfrentou e que tipo de resultado você já atingiu.

Por exemplo, em vez de escrever que você é uma pessoa organizada, escreva que você ajudou a organizar documentos antigos da empresa que estavam armazenados incorretamente, e que após digitalizar e organizar esses arquivos físicos ou virtuais, as consultas se tornaram mais rápidas e o setor mais produtivo.

Se puder adicionar números que comprovam esses resultados, melhor ainda!

Por exemplo, você pode dizer que ajudou a construir estratégias de venda que permitiram à empresa aumentar suas vendas em 25% durante o último trimestre.

Esse exercício deve ser feito para cada uma das experiências listadas no currículo, sempre destacando as suas principais conquistas e resultados alcançados.

 

Não tenho experiência profissional. E agora?

Não precisa se desesperar. Quem não tem experiência profissional, mas está em busca do primeiro emprego, também pode utilizar essa parte do currículo de forma estratégica.

Nem pense em deixá-la vazia! Em vez disso, escreva atividades que você participou ou desenvolveu.

O importante é listar experiências, mesmo que não sejam profissionais, que demonstrem que você desenvolveu conhecimentos importantes para seu trabalho em uma empresa.

Confira abaixo uma lista de atividades que podem agregar no currículo:

    • Estágios remunerados ou não remunerados;
    • Trabalho voluntário;
    • Funções em organizações estudantis ou outros grupos;
    • Projetos acadêmicos relevantes para a sua área de interesse.

Vale lembrar que você também deve mencionar as conquistas e resultados alcançados nesses casos. Isso ajuda a demonstrar suas habilidades e competências úteis para a empresa.

 

5 dicas para escrever a experiência profissional no currículo

Quer melhorar ainda mais o seu currículo? Então, confira essas 5 dicas que vão te ajudar a escrever sua experiência profissional.

    1. Pense como o recrutador;
    2. Seja estratégico;
    3. Inclua apenas suas experiências mais importantes;
    4. Não minta;
    5. Busque ajuda especializada.

1-   Pense como o recrutador

O currículo não é um documento para você, mas sobre você. Isso significa que você deve considerar a perspectiva do leitor e avaliador do documento. Afinal, é o recrutador ou empregador que vai ler e avaliar o seu currículo.

Por isso, durante a escrita desse documento, pense sempre em como o recrutador deve analisar suas informações.

Lembre-se de destacar informações relevantes que comprovam suas habilidades e talentos para o cargo cobiçado. Isso vai chamar a atenção do recrutador.

2- Seja estratégico

Não adianta baixar um modelo de currículo online e grátis e simplesmente preencher as informações sem nenhuma estratégia. Esses modelos até podem ser utilizados como uma base, um ponto de partida para começar a criar seu currículo. Porém, ele precisa ser preenchido e adaptado para a individualidade de cada candidato.

Por isso, é importante investir em autoconhecimento, estudar o mercado de trabalho com foco na sua área de atuação e buscar informações sobre a empresa contratante.

Apenas depois de analisar tudo isso, você pode escrever suas experiências profissionais no currículo de forma efetiva.

3- Inclua apenas suas experiências mais importantes

Não precisa contar toda a sua história profissional no currículo. Mesmo que ela seja linda e extensa, é fundamental destacar apenas as experiências mais importantes no documento.

Afinal, o recrutador não terá tempo e, provavelmente, nem disposição para ler todas essas informações.

Portanto, selecione apenas as experiências relevantes e alinhadas com o cargo ao qual você está se candidatando.

4- Não minta

É importante lembrar que mentir no currículo é uma atitude antiética e que pode prejudicar sua imagem profissional.

Lembre-se que o recrutador ou empregador pode entrar em contato com as empresas nas quais você já trabalhou para confirmar as informações apresentadas no documento.

Portanto, não adianta inventar resultados e experiências para colocar no currículo. Seja honesto e demonstre que você é uma pessoa confiável.

5- Busque ajuda especializada

Não adianta ter ótimas experiências profissionais e ser muito bom naquilo que faz, se você não sabe “vender” essas informações no currículo.

Conforme explicado, é importante saber escrever sua experiência profissional no currículo de forma estratégica para aumentar suas chances de ser selecionado para a entrevista. E existem técnicas para isso!

Ainda, apesar de ser muito importante, a seção de experiência profissional no currículo não é a única parte do currículo que exige sua atenção.

Formação profissional, palavras-chave, fonte do texto, entre outros fatores também precisam ser ajustados e alinhados para criar um documento que realmente te destaque frente aos concorrentes.

Por isso, é muito comum recorrer a ajuda de empresas especializadas e investir em uma consultoria de carreira.

Assim, você tem acesso a profissionais experientes em recursos humanos. Eles vão te ajudar a escrever, estruturar, revisar e otimizar esse documento de forma estratégica e assertiva.

Precisa de ajuda para otimizar seu currículo, perfil de LinkedIn e chamar a atenção dos headhunters? Converse com a equipe da Sim Carreira e entenda o que podemos fazer por você!

experiência profissional no currículo

CEO de Empresa de Recrutamento e Seleção e Headhunter Especializado

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Política de Cookies
Utilizamos cookies em nosso site para oferecer a você a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas e ajudando a economizar dados. Ao clicar em “Aceitar Cookies”, você concorda com o uso de cookies. Mais informações podem ser encontradas na Política de Privacidade do Site.