Absenteísmo no trabalho: o que é, como medir e como reduzir

Absenteísmo no trabalho

O absenteísmo no trabalho é um dos indicadores mais importantes para a gestão de pessoas na empresa. Afinal, ele indica o número de funcionários que se ausentaram do trabalho por algum período.

Quando o absenteísmo está alto, a empresa pode enfrentar vários problemas, como baixa produtividade, aumento da rotatividade e até prejuízos financeiros.

Em última instância, esses problemas podem levar a queda da qualidade dos serviços e produtos do negócio, a perda de clientes e até ao comprometimento da reputação da empresa.

A única forma de evitar esse cenário é monitorar o absenteísmo e, se necessário, adotar estratégias para melhorar esse indicador.

Neste artigo, você vai encontrar um guia completo para ajudar sua empresa a entender a importância de medir o absenteísmo no trabalho e o que fazer para reduzir esse indicador.

 

O que é o absenteísmo no trabalho?

O absenteísmo no trabalho se refere à ausência dos funcionários na empresa quando deveriam estar presentes e desempenhando suas funções.

Esse conceito está alinhado à visão de Idalberto Chiavenato, consultor e autor renomado que já escreveu vários livros na área de Administração de empresas e Recursos Humanos (RH).

Segundo o autor, o absenteísmo ou ausentismo é resultado da soma dos períodos em que os funcionários se ausentam do trabalho. Em outras palavras, o absenteísmo no trabalho está relacionado a faltas ou atrasos do colaborador.

Esse fenômeno pode ocorrer por diversos motivos, como questões relacionadas à saúde mental e física, questões familiares, insatisfação dos funcionários, entre outros fatores.

 

Quais são os tipos de absenteísmo?

Antes de entender como reduzir esse problema na empresa, é importante conhecer suas causas. Existem vários motivos que levam o funcionário a faltar ou se atrasar no trabalho.

Esses motivos ou casos podem ser agrupados em diferentes tipos de absenteísmo. Conheça abaixo os tipos que mais ocorrem nas empresas.

3 tipos de absenteísmo

Absenteísmo justificado

Este tipo de absenteísmo ocorre quando o funcionário se atrasa ou falta ao trabalho por motivos legítimos, como doenças, licença médica ou emergências familiares.

Neste caso, normalmente o colaborador avisa a empresa sobre sua ausência, permitindo que a gestão faça os ajustes necessários para que o fluxo de trabalho não seja prejudicado.

Absenteísmo injustificado

O absenteísmo injustificado é o oposto do tipo anterior. Neste caso, o funcionário que se atrasa ou falta ao trabalho não apresenta uma justificativa válida e nem informa a empresa com antecedência sobre sua ausência.

Este tipo de absenteísmo normalmente ocorre quando o colaborador tem algum imprevisto de última hora, está insatisfeito ou desmotivado com o trabalho, ou não tem senso de responsabilidade.

Absenteísmo crônico

Este tipo de absenteísmo é o mais problemático para a empresa. Ele ocorre quando um funcionário apresenta um padrão contínuo de ausências frequentes e prolongadas. Ou seja, ele falta muito no trabalho.

Normalmente, o absenteísmo crônico sinaliza uma insatisfação grave com o trabalho e problemas de saúde.

Quais as consequências do absenteísmo para as empresas?

Registrar um certo nível de absenteísmo é normal, já que algumas faltas e atrasos podem ocorrer por motivos imprevisíveis. Nesses casos, ele tem baixo impacto no fluxo de trabalho e nos resultados da empresa.

No entanto, se a taxa de absenteísmo no trabalho for alta, a empresa pode enfrentar vários problemas, tais como:

    • Sobrecarga de trabalho para os colegas de equipe que precisam cobrir as ausências;
    • Dificuldade na conclusão de tarefas e cumprimento de prazos;
    • Queda da produtividade e da eficiência operacional da empresa;
    • Aumento dos custos de recrutamento e treinamento devido à rotatividade de funcionários;
    • Impacto negativo na moral e no engajamento dos funcionários;
    • Piora do clima organizacional;
    • Prejuízos financeiros devido a contratos não cumpridos ou perda de oportunidades de negócios;
    • Queda da qualidade de produtos e serviços;
    • Comprometimento da reputação do negócio.

 

Como medir o absenteísmo na empresa?

O absenteísmo na empresa não pode ser corrigido com base em suposições e achismos. Assim como outros indicadores estratégicos de gestão, o absenteísmo é uma métrica. Por isso, ela pode e deve ser medida.

Essa medição envolve várias etapas, desde a coleta e análise de dados relacionados às ausências dos funcionários, até a identificação das causas de suas faltas e atrasos.

Uma das etapas mais importantes desse processo é o cálculo da taxa de absenteísmo.

absenteísmo no trabalho

Esse indicador mostra se o número de ausências na empresa está alto ou baixo. Com base no seu valor, a empresa entende se precisa adotar medidas corretivas para reduzir esse índice.

Entenda abaixo como calcular essa taxa e como interpretar seu resultado.

Como calcular a taxa de absenteísmo?

A taxa de absenteísmo pode ser calculada por meio da seguinte fórmula:

Taxa de Absenteísmo = (número de horas de trabalho perdidas / número ideal de horas trabalhadas) X 100

Essa taxa pode ser calculada para períodos específicos, como mês, trimestre e ano. Além disso, ela pode ser usada para medir o absenteísmo de toda a organização ou de setores e equipes de trabalho.

Quer saber como aplicar essa fórmula na prática? Veja esse exemplo.

Exemplo de como calcular a taxa de absenteísmo no trabalho

Sua empresa tem 100 funcionários que trabalham 8 horas por dia de segunda a sexta-feira. Em fevereiro, eles trabalharam durante 21 dias úteis.

Multiplicando esses números (100 x 8 x 21), é possível concluir que esse grupo deveria trabalhar 16.800 horas mensais apenas em fevereiro.

No entanto, analisando o registro de ponto desses trabalhadores, o RH percebeu que o grupo acumulou cerca de 516 horas perdidas em função de faltas e atrasos.

Com base nesses dados, basta aplicá-los na fórmula:

Taxa de Absenteísmo = (516 / 16.800) X 100 = 3%

Isso significa que a taxa de absenteísmo dessa empresa em fevereiro foi de 3%.

Além de calcular a taxa de absenteísmo da empresa, também é possível calcular a taxa de absenteísmo da Diretoria, da Área ou de um funcionário específico.

 

Qual a taxa ideal de absenteísmo?

Não existe um consenso sobre a taxa de absenteísmo ideal para as empresas, já que esse índice pode variar conforme o segmento e o tamanho do negócio.

Considerando que é impossível zerar esse indicador, geralmente, uma taxa de até 4% é considerada normal e aceitável.

Caso o valor da taxa seja maior do que esse número, a empresa precisa avaliar o que entende ser aceitável. Considere o seu segmento de mercado e nicho de atuação. Não deixe de estudar quais estratégias precisa implementar para reduzir essa taxa.

Vale lembrar que essa taxa de absenteísmo no trabalho varia com o tempo. Por isso, é importante calcular e monitorar seu valor periodicamente.

 

Como reduzir o absenteísmo?

O primeiro passo para reduzir a taxa de absenteísmo no trabalho é entender por que ele está elevado, ou seja, quais são suas causas.

Caso o motivo não seja muito evidente, a empresa pode investir em uma pesquisa de clima organizacional e reuniões de feedback com os funcionários, por exemplo, para descobrir a origem do problema.

Somente a partir desse diagnóstico a organização poderá definir quais as melhores estratégias podem solucionar ou minimizar os problemas identificados.

Essas estratégias podem incluir, por exemplo:

    • Flexibilização dos horários de trabalho para ajudar os funcionários a melhorarem o equilíbrio entre vida pessoal e profissional;
    • Definição de políticas de recompensas para reconhecer os trabalhadores que são mais frequentes e assíduos no trabalho;
    • Criação de canais de comunicação abertos para que os colaboradores se sintam à vontade para discutir quaisquer problemas ou preocupações que possam afetar sua presença no trabalho;
    • Construir uma cultura organizacional que valoriza a cooperação, o respeito mútuo, a transparência, entre outros valores que ajudam a criar um ambiente de trabalho mais positivo e acolhedor;
    • Oferecer um bom plano de carreira para os funcionários,. Deixe claro a importância do compromisso e assiduidade para crescer na empresa;
    • Investir na ergonomia do ambiente de trabalho para proteger a saúde física do trabalhador.

Caso sua empresa esteja com dificuldade para medir e reduzir esse índice, considere investir em uma consultoria de RH para ajudá-la nesse processo.

Com o apoio de um time especializado, é mais fácil diagnosticar o problema com precisão e eficiência e definir medidas para reduzir o absenteísmo no trabalho.

Procurando uma consultoria de RH confiável e reconhecida no mercado? Entre em contato com a Equipe da Sim Carreira e veja como podemos te ajudar!

absenteísmo no trabalho

CEO de Empresa de Recrutamento e Seleção e Headhunter Especializado

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Política de Cookies
Utilizamos cookies em nosso site para oferecer a você a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas e ajudando a economizar dados. Ao clicar em “Aceitar Cookies”, você concorda com o uso de cookies. Mais informações podem ser encontradas na Política de Privacidade do Site.