EnglishPortugueseSpanish
EnglishPortugueseSpanish

RH 4.0: Conheça a evolução e prepare-se para o RH do Futuro

Já ouviu falar do RH 4.0? Com o avanço constante da tecnologia e a nova Revolução Industrial do século XXl, o RH do futuro está batendo à porta com mudanças que impactarão significativamente as relações de trabalho intraempresariais.
RH 4.0

Já ouviu falar do RH 4.0? Com o avanço constante da tecnologia e a nova Revolução Industrial do século XXl, o RH do futuro está batendo à porta com mudanças que impactarão significativamente as relações de trabalho intraempresariais.

Profissionais de todas as áreas precisam se preparar para as mudanças que acontecerão em um futuro próximo, no qual o RH terá um papel fundamental na transformação organizacional das empresas dos mais diversos ramos para desenvolver equipes com competências que atendam às novas culturas e demandas do mercado de trabalho.

Mas como saber se o RH 4.0 está próximo da sua realidade e quais serão as mudanças esperadas no ambiente coorporativo?

Neste conteúdo, abordaremos estas mudanças e como você pode se preparar para elas.

 

A história que precede o RH 4.0

Para explicar sobre as evoluções em Recursos Humanos, é importante conhecer quais caminhos a área de RH percorreu para chegar ao “RH 4.0”.

 

RH 1.0

As revoluções industriais foram os marcos obrigatórios nessas evoluções da área de Recursos Humanos: com a Primeira Revolução Industrial no século XVIII, a energia a vapor passou a ocupar lugar central na indústria, aumentando a produtividade.

Nesse contexto, o que ainda não se poderia conceber com “RH” tinha uma mera responsabilidade operacional de efetuar pagamentos e verificar o comparecimento dos trabalhadores nas indústrias que nasciam, em uma época caracterizada pela precarização do trabalho e dos direitos dos trabalhadores.

RH 2.0

No século XIX, em meio à Segunda Revolução Industrial, a organização social e econômica que surgiu em torno da indústria têxtil marca as origens do que hoje conhecemos como Recursos Humanos, pois passou a se ocupar em contratar, supervisionar, pagar e demitir o trabalhador.

No final do século XIX até meados do século XX, o desenvolvimento do pensamento humanista e o acirramento das relações de trabalho colaboraram para a necessidade de maiores atenções aos trabalhadores não apenas na condição de mão-de-obra produtiva, mas na sua condição humana.

RH 3.0

Após a Segunda Guerra Mundial até meados dos anos de 1980, houve um grande avanço no campo da gestão de pessoas. O desenvolvimento da eletrônica, robótica e telecomunicações trouxeram a Terceira Revolução Industrial, marcada pelo surgimento dos computadores e outros equipamentos direcionados à facilitação da comunicação de pessoas a nível global e à popularização do conhecimento.

As tarefas desenvolvidas pela área de RH são ampliadas da simples contratação, supervisão, pagamento e demissão para uma contratação mais direcionada, com recrutamento, seleção, treinamento e desenvolvimento dos funcionários. O treinamento e as políticas de retenção passam a ter maior importância para as empresas, já que com o aumento da complexidade das funções, reduzir a rotatividade torna-se um objetivo para a melhor fluidez e redução de custos das organizações.

 

RH 4.0

O século XXI traz a indústria 4.0, que nos mostra uma revolução ainda em percurso, mas surpreendente quanto aos avanços quase diários de no campo da robótica, com o desenvolvimento de itens como assistentes pessoais eletrônicos e carros autônomos.

Agora, o RH está imerso em uma transformação digital e, muitas vezes, é o protagonista na mudança cultural vista dentro das empresas. Os sistemas de automação que antes apoiavam o trabalho, facilitando as tarefas do RH, passam a substituir os processos manuais, permitindo que os profissionais dediquem seu tempo com uma postura mais analítica e estratégica. Empresas com a posição de HR Business Partner aumentam em função da busca de maior agilidade nos processos, com o intuito de atender o cliente interno e agregar mais valor ao negócio.

Além dos conhecimentos técnicos, são exigidas dos profissionais competências comportamentais, soft skills e acelerada capacidade de aprendizado para lidar com um ambiente dinâmico em um mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo.

 

Os desafios do RH 4.0 nas empresas

Mudanças Culturais do RH 4.0

Para as empresas implementarem o RH 4.0 com sucesso, muito mais do que a implementação de novas tecnologias, um dos maiores desafios é a transformação cultural e a mudança de mindset da organização.

O papel da área de RH irá muito além de sua origem em departamento pessoal e processamento de folha. O RH 4.0 é uma realidade em que a área de RH assume um papel estratégico e traz insights através do uso da tecnologia para ser um verdadeiro parceiro no negócio, agregando valor de forma ágil e eficaz ao cliente interno e externo.

 

O Profissional do RH do Futuro

Além do conhecimento técnico (hard skills), os soft skills serão essenciais para apoiar na transformação cultural das áreas, rompendo silos e conseguindo atender o cliente externo e interno com eficiência e qualidade, tendo em vista a sua responsabilidade em agregar valor ao negócio e ao futuro da empresa.

 

Investimento na área para o RH do Futuro

 Há alguns anos, o RH era visto como um setor gerador de custos, concepção tida principalmente nas cúpulas das grandes organizações, segundo a qual o investimento nos colaboradores e na melhoria do ambienta intraempresarial seria desnecessário, um desperdício de recursos. Infelizmente, ainda há algumas empresas que contribuem com essa concepção arcaica.

Entretanto, mesmo em organizações que compreendem o valor e os impactos positivos que uma Diretoria de RH bem estruturada pode ter, em muitos casos, a área é uma das últimas a receber investimentos e a implementar novas tecnologias que são priorizadas na linha de frente do negócio em função da maior imediaticidade no retorno desse investimento, razão pela qual ainda é preciso um olhar mais atento sobre a organização que se busca cultivar  para o futuro, considerando os benefícios a longo prazo de uma área de Recursos Humanos capaz de contribuir estratégica e efetivamente para a atração, retenção e desenvolvimento de bons profissionais.

 

Os Impactos do RH 4.0 nas empresas

 Alta tecnologia

 Ferramentas integradas serão primordiais para a agilidade e efetividade do setor. A inteligência artificial já é uma realidade e a sua utilização para recrutar, selecionar, admitir, treinar e reter os talentos será fundamental para que os profissionais do setor foquem nas estratégias e em tomadas de decisões mais efetivas para o crescimento do negócio.

 

Uso de Dados para Forecasting

 A tecnologia impactará diretamente na forma que coletamos dados e geramos informações. Em algumas empresas, a área de People Analytics pode ser um exemplo, uma vez que permite análises mais profundas e auxilia o negócio com decisões mais embasadas.

Cada vez menos tempo será investido em captura, tratamento e manipulação de dados, que serão captados de forma automática e em tempo real. Diagnósticos serão cada vez mais certeiros e mais tempo será investido no forecasting, a previsão de acordo com os insights gerados.

 

Escopo de Cargos

 Novas funções serão criadas, outras ressignificadas. A criatividade e a adaptação ao novo demandarão profissionais de RH dispostos e capacitados para fazerem a diferença. Um exemplo é o HR Business Partner, função criada para trazer agilidade e fazer com que o RH fique mais próximo dos colaborados e das reais necessidades das demais áreas da empresa para um crescimento como um todo da organização.

 

Agilidade na comunicação

 Com a automatização dos processos, os sistemas de coleta e guarda de dados eficientes e interligados do início ao fim tornarão a comunicação mais fluida e eficaz. Com isso, as equipes de todos os setores da empresa estarão preparadas para tomarem decisões mais efetivas e mais rápidas em prol do crescimento interno e externo.

 

Dicas para estar preparado para o RH do Futuro

 Deseja se manter competitivo em sua organização? Confira as dicas para ser um profissional de sucesso na realidade do RH 4.0:

  • trabalhar o modelo mental: desapegar de eventuais resistências ao novo e buscar automatizar tarefas burocráticas e operacionais para agregar mais valor ao negócio;
  • eliminar o medo de ser substituído: a tecnologia não demite ninguém, mas ressignifica as funções e cria muitas outras oportunidades. Portanto, estar atualizado é uma grande vantagem;
  • Upskilling e reskililng de suas competências: saber em quais aspectos precisa melhorar para se manter atualizado e ser um protagonista é um desafio constante. Coloque em prática as competências de um intraempreendedor e seja um agente de mudança para apoiar a empresa em seu crescimento organizacional contínuo.

Independentemente da empresa em que estiver atuando e de quando o RH 4.0 chegará até ela, seja o protagonista  da sua carreira e esteja ciente dos desafios, impactos e tendências que estão ocorrendo no mercado de trabalho para que seu cotidiano profissional esteja compatível com seus objetivos, seja na atual organização ou em outra.

Esperamos que esse texto auxilie em seu desenvolvimento e, caso precise de apoio navegando por essas mudanças no mercado de trabalho, conte com a Sim Carreira para apoiá-lo nessa evolução!

Precisa de ajuda?