Tendências de recrutamento e seleção 2025

Tendências de recrutamento e seleção

Como atrair os melhores talentos do mercado? Quais as melhores estratégias para contratar as pessoas certas para a empresa? As respostas para essas e outras perguntas podem ser encontradas nas tendências de recrutamento e seleção para o futuro.

Essas tendencias refletem as mudanças do mercado de trabalho e do cenário econômico, bem como os avanços tecnológicos. Por esse motivo, elas podem mudar de ano para ano.

Isso significa que as empresas que ainda adotam as mesmas estratégias de recrutamento de 2020, por exemplo, já podem estar em desvantagem.

Por outro lado, ao conhecer as últimas tendências de recrutamento e seleção, a organização tem a oportunidade de adaptar seus processos seletivos e até a sua cultura organizacional aos novos tempos. Assim, será mais fácil contratar os melhores profissionais e reduzir os gastos com recrutamento.

Para te ajudar a se manter atualizado sobre esse assunto, neste artigo, explicaremos quais os desafios e tendencias de recrutamento e seleção em 2025.

Quais as maiores tendências de recrutamento e seleção?

Segundo o Guia Salarial 2024 da Robert Half, 51% das empresas estão muito mais confiantes no seu crescimento em 2024 em comparação a 2023, enquanto 40% estão um pouco mais confiantes de que isso pode acontecer.

Além disso, 54% das empresas devem contratar profissionais permanentes para o seu quadro de funcionários. Portanto, a maioria das empresas deve contratar novos colaboradores para atender suas demandas de crescimento.

No entanto, o guia também revelou que 46% dos entrevistados estão preocupados com a capacidade das empresas atrair talentos, enquanto 29% estão muito preocupados com o tema.

E existem vários motivos para isso, como salário abaixo da média do mercado, processos de recrutamento muito longo e falta de políticas que aumentam a flexibilidade da jornada.

As tendências de recrutamento e seleção para 2025 não apenas respondem essas preocupações atuai, mas apresentam soluções para ajudar as empresas a melhorarem sua captação de talentos.

Conheça abaixo algumas dessas tendencias:

1. Experiência do candidato

A experiência do candidato ou em inglês, candidate experience, se refere a forma como os candidatos percebem e reagem a todas as etapas do processo de recrutamento.

Se essa percepção for negativa, a reputação e a marca empregadora da empresa podem ser prejudicada, dificultando a captação de talentos.

Para se ter uma ideia, segundo dados da Gupy, 33% dos candidatos tendem a divulgar suas experiências negativas no recrutamento nas redes sociais.

Por outro lado, 62% dos que têm uma experiência positiva nesse processo tendem a consumir mais produtos da marca. Ou seja, melhorar a experiência do candidato pode até aumentar as vendas da empresa.

Para melhorar essa experiencia, é importante ser transparente durante o processo seletivo, manter uma comunicação clara com os candidatos, oferecer feedbacks, investir no recrutamento humanizado, entre outras estratégias.

2. Recrutamento social

O recrutamento social, também chamado de social hiring em inglês, é uma estratégia de seleção de candidatos que utiliza as redes sociais. O objetivo é utilizar esses canais de comunicação para encontrar, atrair e contratar talentos para a empresa.

Esse tipo de estratégia pode ser eficiente para contratar profissionais millenials e da Geração Z, que normalmente são usuários assíduos das redes sociais. Muitos deles até já utilizam essas redes, especialmente o LinkedIn e o Instagram, para divulgar o seu trabalho e aumentar seu networking.

E as empresas podem aproveitar esse comportamento para orientar suas estratégias de marketing de recrutamento e atrair esses candidatos.

Para isso, é importante fortalecer a marca empregadora do negócio nessas mídias, divulgar a cultura da empresa, investir em marketing de conteúdo, entre outras estratégias.

3. Busca ativa por candidatos

Segundo um estudo do LinkedIn Talent Solutions, 70% da força de trabalho do planeta é formada por talentos passivos, ou seja, profissionais qualificados que não estão a procura de oportunidades de trabalho.

Ainda segundo o estudo do LinkedIn Talent Solutions, 89% dos talentos tendem a aceitar a oferta de emprego quando são contatados pelo recrutador.

Por conta dessas estatísticas, a tendência é que as empresas invistam mais na busca ativa por candidatos, ou seja, a procura e identificação dos melhores talentos, independente se o profissional está empregado em outro local e avaliando nova oportunidade ou não.

Criar programas de indicação para emprego, utilizar plataformas de recrutamento como o LinkedIn, aproveitar o banco de talentos da empresa, ou contratar uma consultoria de recrutamento especializada são algumas das estratégias que podem ser utilizadas para facilitar esse tipo de busca.

4. Contratação baseada em habilidades

Os diplomas ainda são importantes. Porém, por conta do dinamismo do mercado, as empresas perceberam que nem sempre exigir um diploma específico é uma estratégia de recrutamento eficiente.

Dependendo da vaga, é melhor contratar pessoas com base nas suas habilidades e competências, mesmo que esses profissionais sejam autodidatas ou investiram em algum curso online ou outro tipo de especialização.

Esse tipo de contratação tem sido realizado principalmente em empresas de tecnologia ou que atuam na área criativa, como comunicação, design,  marketing e vendas.

Em vez da formação tradicional, essas empresas podem avaliar os candidatos com base em testes práticos, portfólios e experiências profissionais, por exemplo.

5. Inteligência artificial no recrutamento

A inteligência artificial (IA) está transformando o dia a dia das empresas. Até mesmo os processos de recrutamento e seleção podem ser otimizados com o apoio de ferramentas que utilizam essa tecnologia.

Softwares como o ChatGPT e o Gemini, facilitam a realização de diversas atividades, como criação de descrição do cargo e anúncio da vaga.

Já os softwares de recrutamento ajudam as empresas a tornarem seus processos seletivos mais ágeis e eficientes, reduzindo o tempo e os custos de recrutamento.

Essas tecnologias devem continuar em alta nos próximos anos. Afinal, elas são úteis para analisar um grande volume de informações e produzir resultados que ajudam a empresa a tornar o processo seletivo mais eficiente e transparente.

Quais os desafios em recrutamento e seleção em 2024?

Os desafios também fazem parte das tendências de recrutamento e seleção em 2025 e para o futuro. Em outras palavras, as empresas também devem enfrentar algumas tendências desafiadoras pela frente.

Alguns desses desafios foram abordados no relatório “Análise de Tendências & Salários 2024”, da Hays. E o principal deles é o aumento significativo da insatisfação dos funcionários, motivado principalmente pela baixa satisfação com os salários.

Para se ter uma ideia do tamanho do problema, em 2023, 61% dos entrevistados estavam satisfeitos com a sua remuneração. Em 2024, esse número caiu para 27%. Apesar disso, apenas 12% das empresas devem realizar algum aumento salarial este ano.

Outro problema que contribui para essa insatisfação é o retorno aos escritórios. Muitas empresas que adotavam o trabalho remoto abandonaram esse formato e passaram a adotar o modelo de trabalho híbrido ou totalmente presencial, mudança que não atendem as expectativas e vontades da maioria dos funcionários.

Além desses fatores, 57% dos entrevistados afirmaram que estão mais estressados do que em 2023, enquanto 55% deles se sentem desmotivados.

Tudo isso causa a queda da produtividade, já que os funcionários tendem a se engajar menos no trabalho quando estão estressados e frustrados com o seu emprego.

Como esses desafios impactam o recrutamento e seleção?

Segundo o relatório da Hays, embora as pessoas estejam mais insatisfeitas com o seu trabalho, elas têm medo de mudar e buscar uma recolocação profissional.

Cerca de 50% dos entrevistados se preocupam com a possibilidade de perder o emprego nos próximos meses, problema que pode ter sido agravado pelo número de demissões em massa que ocorreram nos últimos anos.

E esse medo pode tornar as pessoas mais cautelosas com mudanças de emprego, já que elas têm medo de trocar de empresa, mas continuar com a mesma insatisfação anterior, e ainda correr o risco de ser o “último a entrar e o primeiro a sair”.

Por conta desse contexto, as empresas já enfrentam dificuldades para atrair talentos, mesmo utilizando a busca ativa por candidatos.

Esses desafios demonstram que a eficiência do processo de recrutamento e seleção também depende de outras ações da empresa.

Criar um plano de cargos e salários mais justo, flexibilizar a jornada de trabalho e oferecer pacotes de benefícios corporativos mais atraentes são algumas dessas medidas. 

Precisa de ajuda para se antecipar às tendências de recrutamento e seleção e contratar os melhores talentos para sua empresa desde já? Entre em contato com a Sim Carreira e veja como podemos te ajudar!

CEO de Empresa de Recrutamento e Seleção e Headhunter Especializado

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Política de Cookies
Utilizamos cookies em nosso site para oferecer a você a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas e ajudando a economizar dados. Ao clicar em “Aceitar Cookies”, você concorda com o uso de cookies. Mais informações podem ser encontradas na Política de Privacidade do Site.